O recurso Continuum – confiram meu review – do Windows 10 Mobile utiliza-se de monitor secundário, ou PC compatível, para projetar a tela do smartphone, catapultando sua utilidade. Presente em alguns dos dispositivos móveis mais recentes, permite que usuários desfrutem, assim, experiência semelhante a de um PC, com aplicativos Universais Windows e conexão a teclado e mouse.

Enquanto a Microsoft trabalha na implementação de novas funcionalidades Continuum, o recurso ainda não executa aplicativos x86.

Pois a Microsoft estaria desenvolvendo emulação x86 para a arquitetura ARM de 64 Bits, a ser supostamente lançada com o Windows 10 Mobile Redstone 3, cujo lançamento é esperado para o final do próximo ano. Com isso, usuários passariam a ser capazes de executar aplicativos x86 em dispositivos baseados em ARM64, assim como o emulador permitiria, que aplicativos 32 bits funcionassem em versões de 64 Bits do Windows.

O entusiasta e pesquisador de serviços Microsoft “WalkingCat” tweetou no domingo último, que “a tecnologia híbrida Windows x86-on-ARM64” possui novo nome: “CHPE”. De acordo com o site especializado ZDNet, o “C” do acrônimo CHPE poderia representar “Cobalt”, codinome da emulação x86 para ARM64. O “HP” provavelmente representaria Hewlett Packard, que tem trabalhado em estreita colaboração com a Microsoft em desenvolvimento de dispositivos móveis. Por último, o “E” em CHPE possivelmente significaria “emulação”.

Não é de hoje, que o smartphone Elite x3 da HP se concentra no recurso Continuum. O celular conta com o serviço HP Workspace, permitindo acesso, via virtualização na nuvem, a aplicações desktop.

Rumores e informações sobre suporte à arquitetura ARM64 por parte do Windows 10 Mobile datam do início de 2016. O suporte é necessário para novos dispositivos com memória RAM maior que 3,5GB.

Cobalt pode significar muito também para o suposto “Surface Phone”. Terry Myerson (Microsoft) afirmou recentemente, que os processadores ARM do Windows 10 Mobile são parte das características “exclusivas” da plataforma.

E fontes do site Windows Central relatam, que o desenvolvimento da Microsoft estaria debruçado sobre o processador Snapdragon 835, cuja especificação deverá conter suporte a 8GB de RAM! O 835, coincidentemente ou não, debutará com smartphones lançados no segundo semestre de 2017, período de lançamento também do Windows 10 Mobile Redstone 3. O site revela ainda a existência de dois outros codinomes relativos a designs de engenharia para a tecnologia Continuum. Fariam referência à astrologia.

Por fim, há rumores sobre posicionamento de versão do Windows 10 Mobile em segmento de hardware x86, informam fontes confiáveis do Windows Central.

Fontes: ZDNet, WalkingCat, MSPoweruser e Windows Central.