A Microsoft anunciou hoje ter acordado a venda de sua divisão de feature phones (não-smart) e marca Nokia (sob condições impostas pela Nokia) com as empresas Foxconn (FIH) e HMD Global respectivamente. A conclusão da transação deverá ocorrer no segundo semestre de 2016.

Em comunicado à imprensa, a gigante aproveitou para reiterar compromisso com a plataforma: “A Microsoft continuará a desenvolver o Windows 10 Mobile e prestar suporte a smartphones Lumia, tais como o 650, 950 e 950 XL, e de parceiras como a Acer, Alcatel, HP, Trinity e VAIO”.

A informação imediatamente reacendeu o debate, em sites especializados, sobre a continuidade, ou não, da marca Lumia no segmento de telefonia móvel. Há rumores de que o último Lumia produzido tenha sido o 650, e a frase acima, “… prestar suporte…”, não esbarra no assunto. Tampouco sugere o lançamento de nova linha.

No mês passado, teria vazado e-mail de Terry Myerson, vice-presidente executivo do Windows and Devices Group da Microsoft, direcionado a executivos e parceiros, em que o prócere também reafirmaria seu compromisso com o Windows 10 Mobile. O e-mail teria sido confirmado por diversas fontes. Myerson escreveu: “Compreendo a preocupação de vocês em relação ao nosso compromisso com o segmento móvel. Vocês ouviram falar, que alguns parceiros têm ficado preocupados. Deixem-me esclarecer uma coisa: estamos empenhados em oferecer o Windows 10 em dispositivos móveis com processadores ARM e telas pequenas. Atualmente, estamos desenvolvendo nossa próxima geração de produtos e eu gostaria de reafirmar nosso compromisso com o Windows 10 Mobile. Acreditamos no valor deste produto para clientes corporativos e é nossa intenção fornecer suporte à plataforma Windows 10 Mobile por muitos anos. Um roadmap (roteiro) de dispositivo da Microsoft e OEMs parceiras, que venderão vasta linha de smartphones baseados nesta plataforma, sustentam-na”.

Novos rumores inclusive apontam especificamente para abril de 2017 o lançamento do suposto Surface Phone.

E convenhamos, o 10 Mobile está cada vez mais robusto e completo. As atualizações têm sido liberadas com frequência enorme, até duas vezes por semana. Imaginem o sistema no ano que vem!

E uma suposta atualização Redstone 3 estaria no pipeline dos Windows 10 e 10 Mobile. Mais ainda: ouviu-se que a Redstone 3 será pesadamente focada em “inovação para smartphones”.

O gancho marcante de venda do Windows 10 Mobile tem sido e será: o celular mais seguro e produtivo do mundo. A tecnologia Continuum móvel também continuará sendo amplamente explorada.

Noutro assunto, salvei a seguinte tela, pra mim inédita, da Loja do W 10 M (indicador de progresso de download):

progresso

Fonte: Microsoft via MSPoweruser.